Barreiro News

Juventude negra pede respeito e inclusão em protesto antirracista em shopping no Barreiro

Manifestantes fizeram o ato em repúdio ao fato de dois seguranças terem, supostamente, expulsado duas crianças negras do estabelecimento. O assunto foi um dos mais comentados essa semana depois de um vídeo que flagrou o episódio ter viralizado.

Por Fabiano Frade
Siga no Instagram: @barreironewsuai
Twitter: @barreironewsuai
Facebook: facebook.com/barreironews

Cerca de 50 manifestantes do grupo “Juventude Negra Presente”  fizeram protesto na noite deste sábado (28),  na Praça de Alimentação do Via Shopping, na Avenida Afonso Vaz de Melo, palco de um episódio que viralizou essa semana.  Imagens de um vídeo divulgado nas redes sociais mostram um segurança expulsando duas crianças negras enquanto lanchavam.  No vídeo, que pode ser visto aqui, é possível perceber  que os dois já se retiravam do local, quando algumas pessoas começaram a intervir e conversar com o segurança pedindo  que os garotos voltassem e terminassem o lanche.  O vídeo levantou a hipótese de racismo contra as crianças e também  preconceito por causa das roupas que elas estavam vestindo.  

No protesto deste sábado, que contou, inclusive, com a presença da vereadora recém eleita nas eleições do último dia 15, Iza Lourença, do PSOL, as palavras de respeito fizeram coro em um tom pacífico.  O Via Shopping não impôs dificuldade para o acesso do grupo, que usou inclusive uma caixa de som para levar a mensagem a quem estava no estabelecimento. A organizadora da manifestação, a estudante  Larissa Lamarca, 20 anos, destaca que o Shopping teve uma postura mínima de esclarecimentos e ações até agora sobre o caso e criticou a ação silenciadora do conglomerado de lojas. “ Uma instituição que nunca fez nada  a favor do seu entorno. Nunca olhou para as comunidades ao redor com respeito. Depois de um episódio desses já era o momento de terem adotado medidas urgentes”, destaca. Larissa contou a nossa reportagem que foi convidada pelo setor de marketing do shopping para uma reunião.  O encontro não tem data marcada, mas ela já tem a pauta: respeito e inclusão. “ O que esperamos do estabelecimento  é uma política de inclusão, com oportunidades e interação com a comunidade negra e não que ela seja expulsa.  Temos que ir além de qualquer medida paliativa”, completa.

Respeito e inclusão foram as palavras de ordem o protesto no Via Shopping – Foto: Larissa Lamarca

Participaram do protesto membros da  Unidade popular, um partido político recém criado,  e o Coletivo Junto, um movimento estudantil  dos universitários da PUC Minas Barreiro e de outras instituições de ensino da região.

Em nota o shopping  confirmou que uma reunião será realizada com representantes do shopping, entre eles o Diretor de Marketing da empresa, Pedro Rocha. Informou ainda que a ideia  não é  contornar imediatamente, mas efetivamente.  “É fundamental que nossos colaboradores, por nos representarem enquanto instituição, estejam em total consonância com os valores que defendemos: o da inclusão e da aceitação da diversidade, entre outros” disse a nota do Grupo LGN, administrator e proprietário do local.

O estabelecimento  reforçou que  fará  o trabalho necessário para que todos sejam tratados com dignidade e respeito.  A reunião  do Via Shopping com os representantes  do Grupo Juventude Negra Presente  terá como objetivo alinhar ideias para um treinamento eficaz dos colaboradores da segurança no trato com o público.

https://www.instagram.com/p/CIGpU4yJzY2/?utm_source=ig_web_copy_link

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.